12 abril, 2014

Escolhi minha solidão como a mais doce forma de amor por mim.

11 abril, 2014

.pontos finais

Eu vou te contar uma coisa. Abri mão dos meus melhores amigos por puro egoísmo, mas vamos lá, em benefício a minha pessoa. As vezes me pego lembrando de o quanto nos éramos bons juntos, o quão criativos éramos. Afinal reunimos toneladas de piadas internas, material realmente bom e promissor, mas olhem só, juntos nunca finalizamos um projeto ou algo que começamos, e isso era estranho.

Então depois de uma briga estúpida, resolvi ser dono dos meus próprios pontos finais. Resolvi correr atrás dos meus planos, descobri meu lado destemido, e aprendi, que ser egoísta as vezes tem suas vantagens.

04 abril, 2014

Algo me lembrou que eu não estava na minha cama. Algo me lembrou de que eu não consigo ler os olhares dele, e que por mais esnobe que ele seja, eu simplesmente não consigo tirar meus olhos dele.

Aquela conversa sobre o que era certo ou o errado não estava indo a lugar nenhum. Eu  olhava para as pessoas que passavam, tentando desviar minha atenção, afinal, porque éramos tão diferentes?

16 março, 2014

.fotos da formatura da laíse pagliaro















.reescrevendo minha vida

Vini,

Eu entendo a sociedade que você vive e que fode você, porque é a mesma sociedade que me fode, mas eu dou o troco valendo. Deixei de falar com meus melhores amigos aqui, por merda, mas fiz questão pela merda porque eu não fazia questão por 10 anos. Aí que aconteceu, eu fiquei sozinho. Estava habituado a ter gente por perto o tempo todo, do telefone tocar e essas coisas, agora não mais, aprendi a viver sozinho, e sabe está sendo ótimo. Tô conhecendo novas pessoas. Novos amigos já e tipo, go, go, go! Vamos lá!

A vida é isso: rescrita. Vão-se 10, e vem 5 que valem por 20.

02 março, 2014

.letters to anthony

There have been silences that bothered me, but since there were so quiet and awkward moments.

've Got answers expected by me, but when received, were not far rewarding. I wonder, how easy it is to let someone at the mercy of a dark, when a minute of your time, just by sending a simple message can bring a gleam in someone's life. And I'm in the dark. Waiting quietly, hearing only my breathing and nothing else. Despite the distance, I feel the presence, but as a ghost circling the dark, surrounding my body: a ghost who comes just to hear me breathe, to make sure I'm still there waiting, still alive, it is this, a half-life .

They say you learn to give due weight to the silence. There are words that do not buy gold, and you win, not to lose, not to listen, but who knows? Earned and losses are relatively different for each person. And when is this mid-time  between reason and emotion, silence and waiting, reality and fantasy, we live becomes precious and strong, the routine that had is a comforting reminder, and then doubts arise.

Questions and solitude, silence, can overcome the perfect marriage between dawn and thoughts. You lose sleep, you gain extra time, you recompose everything, but you can-not recover anything. There's more to recover when you depend on someone else to give back what you miss.

Maybe I had too hastily, perhaps. Whenever I got hit by my impetuosity. Always, I was always passionate, always thought too much and acted too much. It's when acting, thinking that everything was right, I was, perhaps, I think, creating fantasies.

So it was with you, I know longer play, giving strides already knew, but I restrained myself only crawl, to omit the feelings, not wanting others already trying everything. And maybe it has been shown to slow, perhaps you have seen a lack of interest where there was none.

Because actually I really want. I want more than anything, I want you pulling me silence this direct to your life, I want that routine shining.

01 março, 2014

As pessoas me perdem, por seus atos impensados, e por acreditarem que minha tamanha bondade, seja equivalente ao meu nível de estupidez. É aquela: cara de besta, mas amargo como café. Digo que esqueci, e que perdoei, mas para sempre, vou lembrar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

12 abril, 2014 Posted by João Allex Soares Mendes | 21:07 - 0 comentários

Escolhi minha solidão como a mais doce forma de amor por mim.

11 abril, 2014 Posted by João Allex Soares Mendes | 00:52 - 0 comentários

.pontos finais

Eu vou te contar uma coisa. Abri mão dos meus melhores amigos por puro egoísmo, mas vamos lá, em benefício a minha pessoa. As vezes me pego lembrando de o quanto nos éramos bons juntos, o quão criativos éramos. Afinal reunimos toneladas de piadas internas, material realmente bom e promissor, mas olhem só, juntos nunca finalizamos um projeto ou algo que começamos, e isso era estranho.

Então depois de uma briga estúpida, resolvi ser dono dos meus próprios pontos finais. Resolvi correr atrás dos meus planos, descobri meu lado destemido, e aprendi, que ser egoísta as vezes tem suas vantagens.

04 abril, 2014 Posted by João Allex Soares Mendes | 04:25 - 0 comentários

Algo me lembrou que eu não estava na minha cama. Algo me lembrou de que eu não consigo ler os olhares dele, e que por mais esnobe que ele seja, eu simplesmente não consigo tirar meus olhos dele.

Posted by João Allex Soares Mendes | 04:08 - 0 comentários

Aquela conversa sobre o que era certo ou o errado não estava indo a lugar nenhum. Eu  olhava para as pessoas que passavam, tentando desviar minha atenção, afinal, porque éramos tão diferentes?

16 março, 2014 Posted by João Allex Soares Mendes | 16:09 - 0 comentários

.fotos da formatura da laíse pagliaro















Posted by João Allex Soares Mendes | 15:34 - 0 comentários

.reescrevendo minha vida

Vini,

Eu entendo a sociedade que você vive e que fode você, porque é a mesma sociedade que me fode, mas eu dou o troco valendo. Deixei de falar com meus melhores amigos aqui, por merda, mas fiz questão pela merda porque eu não fazia questão por 10 anos. Aí que aconteceu, eu fiquei sozinho. Estava habituado a ter gente por perto o tempo todo, do telefone tocar e essas coisas, agora não mais, aprendi a viver sozinho, e sabe está sendo ótimo. Tô conhecendo novas pessoas. Novos amigos já e tipo, go, go, go! Vamos lá!

A vida é isso: rescrita. Vão-se 10, e vem 5 que valem por 20.

02 março, 2014 Posted by João Allex Soares Mendes | 19:53 - 0 comentários

.letters to anthony

There have been silences that bothered me, but since there were so quiet and awkward moments.

've Got answers expected by me, but when received, were not far rewarding. I wonder, how easy it is to let someone at the mercy of a dark, when a minute of your time, just by sending a simple message can bring a gleam in someone's life. And I'm in the dark. Waiting quietly, hearing only my breathing and nothing else. Despite the distance, I feel the presence, but as a ghost circling the dark, surrounding my body: a ghost who comes just to hear me breathe, to make sure I'm still there waiting, still alive, it is this, a half-life .

They say you learn to give due weight to the silence. There are words that do not buy gold, and you win, not to lose, not to listen, but who knows? Earned and losses are relatively different for each person. And when is this mid-time  between reason and emotion, silence and waiting, reality and fantasy, we live becomes precious and strong, the routine that had is a comforting reminder, and then doubts arise.

Questions and solitude, silence, can overcome the perfect marriage between dawn and thoughts. You lose sleep, you gain extra time, you recompose everything, but you can-not recover anything. There's more to recover when you depend on someone else to give back what you miss.

Maybe I had too hastily, perhaps. Whenever I got hit by my impetuosity. Always, I was always passionate, always thought too much and acted too much. It's when acting, thinking that everything was right, I was, perhaps, I think, creating fantasies.

So it was with you, I know longer play, giving strides already knew, but I restrained myself only crawl, to omit the feelings, not wanting others already trying everything. And maybe it has been shown to slow, perhaps you have seen a lack of interest where there was none.

Because actually I really want. I want more than anything, I want you pulling me silence this direct to your life, I want that routine shining.

01 março, 2014 Posted by João Allex Soares Mendes | 12:23 - 0 comentários

As pessoas me perdem, por seus atos impensados, e por acreditarem que minha tamanha bondade, seja equivalente ao meu nível de estupidez. É aquela: cara de besta, mas amargo como café. Digo que esqueci, e que perdoei, mas para sempre, vou lembrar.